Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

Prenda para este blog

por Jorge, em 30.11.04

E AGORA ALGO COMPLETAMENTE INESPERADO...


 


prenda_sampaio.jpg



Como prenda de aniversário do Sonhos Urbanos (para quem está à procura do link deixo a informação que é este blog onde se encontra)... Vamos ter eleições antecipadas.


Muito obrigado Presidente Jorge Sampaio.


P.S: MAS QUEM VIRÁ AGORA?????? (tremo só de pensar)

Um novo Improviso Nocturno…

por Jorge, em 30.11.04

Foi no dia 30 de Novembro de 2003 que sonhei este blog e lá comecei a postar. Um ano depois, cá estou de novo.


As teclas têm sido tecladas com muito gosto por estas paragens, uns dias com mais comentários outros dias com menos, e post a post este espaço foi crescendo.


Mudou de aparência, esteve quase a ser apagado, resistiu ao batráquio e ao Sr. Cubo de Gelo, recebeu muitos apoios, passou a ter um irmão de nome Partir o Gelo…


Ficam aqui os meus agradecimentos a todos os que nele têm participado, e deixo aqui um muito obrigado ao Filipe (co-autor do Partir o Gelo) que tem dado todo o apoio informático que torna os meus textos mais apresentáveis e acessíveis.


nota: posso adiantar que ao longo destes 12 meses foram 122 posts e 1041 comentários

Só para dizer

por Jorge, em 29.11.04
Há rumores que vou ser convidado para me tornar o novo Senhor de Todo o Universo e arredores… mas não sei se vou aceitar porque tenho também um convite para ser carteiro. A escolha não é fácil.

O teu Mundo...

por Jorge, em 29.11.04

Fui convidado a entrar noutra realidade, deste-me a chave e nem pensei duas vezes: Entrei no teu Mundo! (com algum receio, admito).


Espantoso como me senti em casa, apesar de alguns recantos serem diferentes (e os sonhos também)... Apeteceu-me viver no teu mundo, ou melhor, trazer o meu mundo para junto do teu.


(foi neste momento que o raio da insegurança voltou) Interrrompi aqueles pensamentos que me estavam a fazer sorrir e comecei a inventar tretas para me deitar a baixo.


Fantasiei que não me querias no teu mundo, que não condizia naquele quadro tão doce e interessante. (mas não te disse nada para não ouvir isso dos teus lábios)


Com uma desculpa idiota saí de lá e prometi não voltar (uma promessa que espero mesmo não cumprir) Quando me perguntaram se sentia a falta do teu mundo, brinquei com o assunto e não respondi.


Mais tarde, quando estava sozinho, chorei. Fui à janela do meu Mundo e procurei o teu. Senti um vazio, fiquei a noite toda acordado.


Antes um pouco do Sol nascer, levei a mão ao bolso e com alegria lembrei-me que ainda tinha a chave do teu mundo...

Escondi-me

por Jorge, em 26.11.04
Fiquei a olhar para quem me rodeia, a partir de um local onde ninguém me pode ver, e de onde não posso interagir. Optei por este limbo para poder pensar e para recordar como é estar em harmonia com os outros.

Hora da Besta

por Jorge, em 23.11.04

Sou um animal, mesmo que tenha sido domesticado nunca abandonarei a minha natureza. Fechado na minha jaula social, ando de um lado para o outro a pensar como escapar.


 


beast_blog.jpg


Os meus dentes aproximam-se do teu pescoço suave, não é para produzir algum efeito erótico, é antes para te rasgar. Só depois pensarei nos horrores que te vou fazer. O que sinto por ti é aquilo que poderiam chamar “Sede de Sangue”, como gosto de sorrir maldosamente ao dizer isto.


Como me libertar dos grilhões para poder viver a mais selvagem das liberdades?


Um dia destes vou soltar o meu impulso de destruir o que foi construído com tanta dedicação e seguir o meu caminho.


GRRRRRRRrrrrrr………..


Porque estou farto de ser bem comportado e seguir regras que não fui eu que criei.


(Senta-te, rebola, arranja um emprego, dá a pata, casa-te, reproduz-te, não faças xixi no tapete, morre sossegado para não chateares as pessoas…) 

Como matar medos?

por Jorge, em 17.11.04

Continuo a dizer que uma arma nos cornos é a melhor opção, mas para quem não quer utilizar esses truques recomendo uma faca.


(rasga sem fazer muito barulho, tirando os guinchos do alvo)


 


sincity_blog.jpg


Sem mais rodeios, o melhor a fazer é enfrentá-los directamente e percebermos de uma vez por todas, o que é que nos mete tanto medo (porque é que me borro todo perante x ou y?).


Depois disto é mais provavel ter momentos de paz. :) 

O Exército do Sr. Cubo de Gelo

por Jorge, em 16.11.04

 Pois bem a terrível criatura, que em tempos assombrou este blog, voltou com um plano medonho: Destruir o bom nome dos autores do Partir o Gelo (grupo este do qual faço parte).


badbird.jpg


Sei que estão assustados e de facto há motivo para isso.


O que é que ele fez? Basicamente, durante a sua ausência viajou até Israel e dominou a famosa técnica de controlo de ondas mentais.


 Regressando ao nosso país (que para quem já se esqueceu é Portugal), controlou o cérebro de inocentes raparigas (leitoras regulares do Partir o Gelo e do Sonhos Urbanos) e fez com elas detestassem os posts do escuteiros (obra-prima riquíssima no mundo dos blogs e na arte de casas de banho).


As pobres jovens, cuja mente está agora desviada, deixaram assim de comentar os posts e disseram aos amiguinhos para não o fazer.


Uma história triste, caros leitores. Mas o que podem três meninos bem-educados fazer contra a má língua deste terrível vilão que é o Sr. Cubo de Gelo?


Texto: Jorge Amorim

Cuidado com o que desejam!!!!!!!!!!!

por Jorge, em 14.11.04

Hoje é Domingo e para reforçar a importância do sonhar, deixo aqui o título de uma manchete do Sapo: "Santana Lopes anuncia que quer governar até 2014".


santana_pose.jpg



Claro que felizmente nem todos os sonhos se realizam, de outra forma seriam um pesadelo. :P


 


nota: a fotografia não é da minha autoria, retirei-a de um site e não apontei o link para este. As minhas desculpas ao dono do site.


Texto: Jorge Amorim

Voltemos aos sonhos

por Jorge, em 10.11.04
Por vezes penso: se todos os meus sonhos se originam dentro do meu cérebro, como é que sou capaz de criar determinadas situações?????????

P.S. E com este post a minha Raposa já fica mais feliz :)

Texto: Jorge Amorim

Pág. 1/2