Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

“All'alba vincerò!”

por Jorge, em 30.07.05
Aos primeiros raios de sol escrevi…

Apenas um entre muitos, difícil de ser notado. Por vezes parece que os meus contornos não têm uma nitidez aos olhos de quem olha e passo invisível pela vida de muitos.

Tenho uma espada e não sei lutar com ela; imagino um inimigo invisível com quem travo uma eterna guerra, do resultado da qual sairá o destino do mundo. Sonho em ser a única esperança da humanidade, apesar de saber que para a humanidade continuo a existir no modo não-visível.





Sofro por amores nunca vividos e por causas de um imaginário que só eu conheço. Tenho saudades de uma terra natal onde não nasci.

Faltam-me as asas que sempre desejei… Falta-me o conto encantado que sempre desejei ter na minha vida… Falta-me a incrível jornada que me levará para a minha grande aventura… Faltam-me as forças para vencer no mundo real.

Mas na próxima alvorada será diferente!

Texto: Jorge Amorim
Foto: Jorge Correia

8 comentários

Comentar post