Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

As luzes apagam-se

por Jorge, em 03.03.05

(quando fico sozinho sinto-me distante da humanidade)


Olho pela minha janela e vejo um estranho mundo lá fora. Barulhos fortes de pesadas máquinas com rodas, cheiro agressivo das nuvens cinzentas e pessoas apressadas.


 (queria um abraço teu, ou que te sentasses comigo a olhar pela mesma janela)


Corro para a cozinha, adiciono um bocado de detergente de louça a um bocado de água, agito a mistura. Da gaveta, retiro uma palha com riscas azuis.


night-europe.gif


 Volto à mesma janela, abro-a e com os acessórios que recolhi faço bolas de sabão.


 (podia viajar numa dessas bolas transparentes que se elevam pelo ar sem pensarem duas vezes)


Passadas umas horas, o Sol recolhe-se. Fica a Lua, muitas luzes artificiais dominam a paisagem urbana. Até que a uma determinada hora, estas apagam-se.


(e aqui fico... afastado da humanidade a pensar em como queria um abraço teu)


Jorge

8 comentários

Comentar post