Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

Solve et Coagula - Parte 1

por Jorge, em 28.02.05

Talvez nos dias de hoje a palavra “Alquimia” pareça um pouco medieval, ou algo que se associe a crenças pouco esclarecidas, por isso julgo que começar por esclarecer um pouco esse tópico é um bom passo a dar.


Alquimia é um modo de vida, vejo-a como uma jornada para atingir a totalidade do Ser (viver uma vida com mais significado, talvez faça mais sentido). Não tem nada a ver com obscuridade, nem está apenas reservada para alguns eleitos. Se por vezes se apresenta assim, acredito que seja por estar a ser explicada ou referida de forma pouco adequada.


É um dos muitos caminhos para o auto-conhecimento e para o entendimento do que são considerados “Mistérios” e que afinal são as verdades mais simples do Universo. Esta última expressão poderá parecer um pouco vaga, não o consigo explicar de outra forma, é uma expressão sentida interiormente.


Para muitos alquimistas a busca tem a ver com a obtenção do Elixir da Longa Vida (“imortalidade e saúde para quem o possuir”) e a Pedra Filosofal (“... cujo poder é transmutar metais não-preciosos em ouro”). Para mim esta forma de olhar para a Alquimia é semelhante à que referi no parágrafo anterior, as palavras é que são diferentes.


Esta forma de descrever a Alquimia é extremamente simbólica, quase como se usasse uma linguagem dos nossos sonhos ou fantasias em vez das palavras.


(Continua no próximo post...)


Jorge

3 comentários

Comentar post