Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

O Contador de Histórias

por Jorge, em 04.01.05

Preservarmos a nossa memória em histórias é uma forma profunda de partilharmos as nossas vivências.


Lembro-me como era bom ser miúdo e ouvir o meu avô contar histórias. Ele contava diferentes tipos de histórias, as que eu gostava mais eram aquelas em que ele era o protagonista.


Agradava-me saber como ele “visitava” as árvores de fruta, como gostava de procurar ninhos de pássaros e as aventuras em que se metia.


Ainda hoje o gosto de ouvir como ele as conta, aliás contar histórias corre na família, sinto isso a nível interno.


É com grande paixão que relato algo aos outros, talvez seja a forma mais profunda de tenho para partilhar o meu mundo interior e deixar a minha marca neste Universo.


Nestes dias tenho-me deixado sonhar com histórias de outros (orais e escritas), e que experiência fantástica que tem sido. Percbi então que um contador de histórias acaba sempre por ser um bom ouvinte de histórias.


Texto: Jorge Amorim

6 comentários

Comentar post