Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

Muitos Amores

por Jorge, em 15.07.09

Escrito por um mortal com os dias contados...

 

Muitos amores foram acorrentados por motivos puramente sociais. O motivo principal foi o acordo que só seria possível amar uma pessoa de cada vez, então todos os outros amores foram severamente punidos com negação dos mesmo.

 

 

Um outro motivo foram as redes sociais de apoio que, em muitos casos, decidiram sussurrar "aquilo não é amor para ti" e dessa forma impediram muitos acontecimentos realmente bonitos.

 

Alguns mantiveram amores limitados a quatro paredes e a momentos secretos. Quando descobertos, marcados com o símbolo da vergonha social. E de facto, é uma vergonha que se submetam a viver um amor de forma escondida, com medinho do feedback social.

 

Amores possessivos são castradores de liberdade e inimigos de algo verdadeiro. Servem apenas a quem não quiser voar alto e se contentar com momentos "mornos".

 

Pessoalmente, só confio em quem é capaz de amar muito, não interessa nada se amam 1 ou 100000 pessoas, interessa-me que sejam verdadeiros com o que sentem. Fico comovido com a esperança de gerações inteiras movidas por sentimentos "maiores" e com vontade de "hackar" a forma parva em que vivemos.

 

Farto de vidas vazias e de pessoas sem sentimentos.

 

photo from http://tebe-interesno.livejournal.com/

 

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.