Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

Novas Aventuras sobre carris

por Jorge, em 20.07.09

Nada como viajar no metro para conhecermos tipos de pessoas (e situações) diferentes. Que experiência social tão interessante!

 

 

A desorganização de quem quer entrar antes dos outros sairem, as pessoas adoráveis que querem que o sensor das cancelas reconheça o seu passe dentro de uma "mala-para-guardar-cadáveres", as pessoas que se encostam a nós para passar sem usar bilhete e os simpáticos mendigos que se queixam por não receberem dinheiro.

 

Recentemente vi uma cena curiosa. Quem anda no metro de Lisboa já se cruzou com o um senhor que pede dinheiro e faz uma música com os batuques da sua bengala. Estava ele a queixar-se de passar fome e uma jovem decidiu oferecer-lhe uma das barras de cereais que transportava. O resultado foi a ira completa do homem que lançou a barra contra a jovem (talvez ele não tivesse assim tanta fome). Depois iniciou um sermão do género

 

"Anda aqui uma pessoa a pedir e ninguém dá nada. E se eu começar uma greve de fome? Ou se me lançar para a linha? No outro dia estive o dia inteiro a pedir e só consegui 15 euros. É assim que querem que eu sobreviva?"

 

Isto foi tudo dito aos berros e com umas "carvalhadas" pelo meio. Uma senhora comentou, "coitado, ele até tem razão!". Razão??!?! Não acham que a estupidez humana parece ser infinita. Que bonito passear no metro...

 

Jorge

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.