Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

30 dias de Sonhos Urbanos

por Jorge, em 28.07.10

Um blog sem actualização é como uma casa abandonada, um desperdício.

 

Acabou-se a mentira do "bloqueios de escrita". Palavras não faltam, ideias também não. É uma decisão minha.

Então e se isto voltasse a ser diário? Nem que fosse por 30 dias. Será que consigo?

 

Um post por dia durante 30 dias. Não vale ser só uma imagem ou uma letra de música ou um video, tem de ter texto original.

 

Será que alguém quer ler?

 

Para este desafio vou precisar de todos os leitores que aqui passam. Usem a função de comentários e incendeiem isto, convidem-me a abordar este ou aquele tema. Critiquem o que aqui coloco! Juntem-se à nova revolução da blogoesfera, vamos despertar para a leitura e para a escrita. Isto é tão fácil, não precisamos de uma editora (temos o nosso amigalhaço SAPO), não precisamos de ter venda, podemos fazer do nosso blog o que quisermos.

 

Este foi o meu compromisso público que farei tudo para cumprir. Vamos ao texto que me passou hoje pela cabeça (logo depois da fotografia).

 

 

Tirei esta fotografia na Penha de França (em Lisboa, algures em Junho deste ano), lembrei-me do início do "The Invisibles" (Obra do Grant Morrison que estava a reler na altura). Em tempos também pensei que a solução seria destruir todas os grilhões da aprendizagem instituída pelo sistema de ensino (em plena adolescência), hoje acho que devemos pegar no que interessa (e funciona bem), acrescentarmos o que falta e investirmos mais no ensino das pessoas (todas as idades).

 

Incomoda-me a celebração e culto da ignorância. Acho que a solução não passa apenas por cada um de nós cultivar mais a sua mente, não quero uma elite de intelectuais, desejo um futuro com pessoas que gostem de pensar, aprender e ensinar.

 

O que andamos a aprender e a ensinar? Seja nas formações em que participamos, seja em casa ou no grupo de amigos.

 

Várias vezes ouço as queixas que "a miudagem actual não tem qualquer educação", pois mas as gerações anteriores também não têm e quando chega a vez de ensinarem apresentam os resultados dos quais se queixam. É um problema de todos, vamos parar de queimar escolas e ideias e vamos criar espaços de partilha de conhecimento. Se não conseguirmos isso a um nível grande, vamos fazer nas nossas casas e com as pessoas com quem gostamos.

 

E assim declaro publicamente a minha guerra contra a ignorância.

 

 

DIA 01

Texto: JA

Foto: JA

 

"Quando as plantas florescem na primavera, ali os homens escrevem os seus nomes. Mas quando as plantas florescem no inverno, ali se escreve o nome do Grande Mistério..." - Ruben Alves

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.