Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

A Biblioteca

por Jorge, em 08.09.10

Na altura das férias grandes, quando tinha 14 anos, adorava ir para a Biblioteca perto de casa. Tinha uma certa reverência pelo local, tantos livros e sem ter de pagar por eles. Pegava nos mais diversos temas, alguns só ficavam nas minhas mãos 20 minutos. Sonhava um dia ter uma Biblioteca assim, dentro da minha própria casa. Seria vantajoso para ler durante alguma noite de insónia.

 

Entre os 17 e os 19 anos, fui muitas vezes requisitar livros à mesma Biblioteca. E, ocasionalmente, lá me deixava ficar em pura vadiagem pelo meio das ideias impressas.

 

A partir dos 20 anos passei a comprar mais livros, hoje olho para a enchente de livros que tenho em casa e sei que 70% deles podiam apenas ter sido requisitados. A minha Biblioteca é o local onde durmo e onde escrevo. Agora o meu objectivo é diferente, quero uma divisão minimalista para estar confortavelmente sentado a pensar e a conversar, nessa divisão uma pequena estante (apenas para um conjunto de livros técnicos essenciais) e uma mesa ampla para escrita. Continuo a residir perto de uma boa Biblioteca e continua a ser um lugar para visitar e vadiar.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.