Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

A dualidade

por Jorge, em 19.05.05
Se te dizer que sou dois, vais continuar a amar-me?


Se encontrares-me a criar pesadelos em vez de criar sonhos, vais continuar a admirar-me?




Se me sentires a destruir em vez de criar, vais continuar a partilhar o teu mundo comigo?


Se amares a minha luz, conseguirás amar a minha sombra?


Jorge

Alguém tinha que o fazer... ;)

por Jorge, em 19.05.05
Se os pesadelos se soltam por aí, alguém tem que lhes colocar um travão.

Sobrou para mim, cara de mau, óculos escuros e uma perigosa arma… Tudo o que preciso para dar conta das bestas.





Foto: Formiga
Texto: Jorge

Alma Ferida

por Jorge, em 16.05.05
A ferida de uma alma não tem um processo de cicatrização como uma ferida do corpo. Aliás uma ferida de alma é, em si mesma, um processo. Surge sem darmos conta, aos poucos vai dando sinais da sua existência e culmina com uma angústica profunda.
O que se faz então quando uma ferida desta passa a ocupar a nossa existência?

Jorge

Inicio de FDS

por Jorge, em 14.05.05
Vi o Sol nascer, comecei o dia bem cedo. Não foi para ir à queima das fitas (não ligo mesmo nada à tradição académica), foi antes uma oportunidade de colocar as minhas leituras informais em dia. Umas horitas, de sono a menos, bem gastas.
Inicialmente percorri a estante e lá pensei "Tenho que organizar isto", fiquei tentado em reler os meus "clássicos" e terminei com uma postura disciplinada a tentar focar a minha concentração nas leituras pendentes. Durante uma horita avancei no "Anjos e Demónios" e depois caí em tentação e saltei para o "Hitchhiker's guide to the galaxy".
Hoje vou recolher alguns dados para a minha monografia e começo a sentir alguma ansiedade, com o aproximar da hora.

Abraço

Jorge

Coração na encruzilhada

por Jorge, em 11.05.05
No caminho da direita existe um local onde a dor é totalmente desconhecida e o sofrimento nunca ninguém conheceu, lá reina o amor incondicional.

O caminho da esquerda é conhecido pelos inúmeros prazeres que promove, lá reina a paz de espírito e o equilíbrio.

Um coração encontra-se na encruzilhada que dá acesso aos dois caminhos, e sofre por ter de tomar a decisão de percorrer apenas um deles. Uma pressão enorme tomba sobre si, sente-se cada vez mais angustiado.







Naquele momento nem se recorda da dádiva que é ter o poder de tomar uma decisão, aliás neste momento talvez até gostasse de abdicar desse poder.

Fica anos e anos naquela encruzilhada e morre sem escolher. Sem qualquer consciência que fosse qual fosse a decisão o resultado teria sido sempre positivo.

Texto: Jorge
Imagem: http://adlib.blogs.com/andyblog/images/decisions.jpg

Homem Desconhecido

por Jorge, em 10.05.05
Se deixarmos os nossos olhos adaptarem-se à escuridão eles poderão ver o que nunca viram. Da mesma forma que o nosso ouvido pode ser treinado para ouvir o que hoje não conseguimos ouvir. O nosso paladar pode ser educado a diferenciar os mais variados sabores. O mesmo acontece com o nosso olfacto e com o nosso tacto.




No entanto, se além de desenvolveres os teus sentidos também desenvolveres a tua mente poderás encontrar novas realidades. Por exemplo, se te aplicares a perseguires "Quem és" dentro de ti, encontrarás um novo ser. Aquele que nunca deixaste viver, a tua forma mais pura, uma entidade digna das lendas que te fascinavam em pequeno.

Jorge
Imagem: Ninjai (www.ninjai.com)

A Invasão

por Jorge, em 09.05.05
Foi a parvoíce que me fez regressar, passo a explicar nas próximas linhas (se tiverem pachorra de ler). Os comentários deste blog foram invadidos por spam, basicamente, uns quantos parvalhões que não têm nada que fazer na vida (mais ou menos como eu, só que piores) andam a colocar publicidade a torto e a direito aproveitando o espaço para comentar.
A esses tipos agradeço as visitas que têm feito ao blog, sem eles já teríamos deixado de ter visitas. Graças a estes indivíduos voltei a escrever neste espaço, afinal até serviu para alguma coisa.

Jorge

Informação

por Jorge, em 06.05.05
Não tem sido possível actualizar este blog devido a muita falta de tempo. As nossas desculpas aos nossos leitores. Voltamos em breve!

Raposa e Jorge

Pág. 2/2