Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

Sonho Verde

por Jorge, em 05.06.05

A nossa memória por vezes prega algumas partidas… já escrevi aqui muito sobre o meu super-herói que veio directamente da minha infância: o Homem-Aranha.

Durante este tempo todo tenho andado um pouco enganado, pois o Homem-Aranha não era o único super-herói da minha infância. Recordei-me disto ao arrumar umas gavetas (pois encontrei as bds esquecida).
Reencontrei o Lanterna Verde (Hal Jordan), herói da DC que possui um anel muito poderoso que materializa os seus pensamentos. O estandarte deste herói é: Luz e Coragem.



Depois do regresso desta memória perdida, tive a oportunidade de ler a saga “Green Lantern: Rebirth” (publicada muito recentemente) e descobri que este herói também está de regresso aos comics (nota: falo do Hal Jordan e não do(s) outro(s) Lanterna(s) Verde(s)).


Uma coincidência engraçada, voltou às minhas memórias e ao mundo dos comics,


Imagem: Alex Ross, ilustração da capa de Green Lantern #1 (2005)
Texto: Jorge

Follow the women - Mulheres pela Paz

por Jorge, em 04.06.05
A presente situação no Médio Oriente é instável, mulheres e crianças sofrem diariamente. São privados do quotidiano que todos nós tomamos por garantido, ir á escola, trabalhar, fazer compras, encontros com amigos, e tomar conta das suas famílias. Viver na área de conflito, faz com que o objectivo principal seja sobreviver.


Inspirada por visitas aos territórios Palestinianos, intercâmbios de jovens com Israel, Gaza e Cisjordânia e um encontro em Amman, Jordânia levou a que um grupo de mulheres tivesse a ideia de percorrer de bicicleta um número de Países no Médio Oriente. A ideia é pedalar pela Paz. Porquê?
Para chamar a atenção sobre a corrente situação no Médio Oriente que afecta as vidas de Mulheres e Crianças, e para angariar apoio para um movimento para a Paz e maior entendimento.

O projecto levou a que até agora fosse criado a organização internacional “Follow the women “. Esta organização será usada para a angariação de fundos monetários de apoio a mulheres e crianças no Médio Oriente, tal como será utilizado para criar meios de comunicação entre mulheres do mundo inteiro.
É igualmente importante para aumentar apoio, alertar consciências, atenção dos media. Também será utilizado para criar meios de comunicação entre mulheres do mundo inteiro.

O diálogo é um meio muito eficaz para chegar á paz.

SITE OFICIAL: Follow the Women

Para mais informações contactar:

spp9_2000@yahoo.com (Sónia)

ruth.ris@gmail.com (Ruth)

thesandman@sapo.pt (Jorge)

(Quem se puder divulgue esta informação nos seus blogs)

Momento Histórico

por Jorge, em 02.06.05
Hoje tive a última aula do último ano da minha licenciatura. Recordo com alguma saudade o meu primeiro dia lá no ISPA, quando a aventura ainda estava por começar.

Chegou a altura das últimas frequências, entrega do relatório de estágio, conclusão da monografia e, por fim, discussão pública. Acaba uma importante etapa na minha vida e começa uma nova.

Ri, chorei, venci, perdi, procurei, achei, escrevi, desenhei, pesquisei, senti...o que dizer? Foi intenso.

Aprendi muito neste últimos anos, sou uma pessoa diferente da que iniciou o curso (acredito que cresci como pessoa, sem abandonar quem era). A minha experiência profissional (através destes 16 meses a estagiar na área da saúde mental) fez-me descobrir competências que desconhecia, conhecer pessoas novas e abriu a minha mente para a minha vida futura.

Caminho nesta nova estrada com um grande sorriso e com muita vontade de continuar a desenvolver-me como pessoa.

Abraço a todos os que me acompanharam no percurso.

Jorge

UM LIVRO

por Jorge, em 01.06.05
Compro um livro novo como quem compra uma passagem de avião para um país longínquo... Com aquela expectativa nervosa de conhecer um outro mundo, com novas cores, rostos diferentes e paisagens nunca antes contempladas. Num insistente desejo de evasão que sempre me acompanha, procuro um livro que miraculosamente me salve da crua realidade da minha vida.





Tento encontrar o lugar ideal para o ler (talvez na sombra de uma árvore, com o som dos pássaros por melodia) e sento-me. Passo os dedos pela capa suavemente, viro a folha e parto à aventura... Sempre em busca de algo que sei intuitivamente que existe mas que ainda não me foi revelado.

(...)

Regresso sempre com algo novo de um livro. Como se um véu tivesse sido afastado pelo vento e por instantes me fosse permitido vislumbrar para lá dele as cores verdadeiras e os sentimentos puros.
O que me desilude é ter de viver numa realidade de cores esbatidas, depois de me ter sido dado a conhecer esse milagre... Talvez um dia tenha finalmente coragem de trazer para a realidade todos os mundos que conheci em livros. Talvez um dia deixe de deambular por outras paisagens porque finalmente o universo está pintado da paleta de cores que pinta os meus sonhos.

Texto: Raposa
Imagem: M.C. Escher “Castle in the Air”, (1928)

Pág. 3/3