Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

Empreender em Casa: a falsidade do empreendedorismo

por Jorge, em 04.06.13

Sucesso não é correspondência direta do Esforço ou todos os que se esforçam e trabalho tinham sucesso. Há muitas ideias boas e com trabalho que vão por água abaixo, há muitas ideias sem qualquer esforço mas que com muita maquilhagem e "treta" têm sucesso.

 

Abram a pestana! Trabalhem, façam contas e sejam críticos.

 

 

 

Pensamentos:

  • Hoje em dia parece obrigatório sem empreendedor e criar o posto de trabalho. Tal parece pouco aplicável ou mesmo desejável.
  • Ser empreendedor não significa que somos altamente sofisticados, evoluídos e inteligentes; significa que por algum motivo avançamos com ideias para o mundo real.
  • Um empreendedor não é um "working class hero".
  • Um trabalhador por conta de outrem também pode ser empreendedor.
  • Um trabalhador independente pode ser trabalhador por conta de outrem (ilócigo certo? Existe e todos sabemos).
  • Trabalhar por conta de outrem não é ser um malandro que quer a vida fácil, é outra forma de trabalhar e ganhar a vida.

 

De Fugir:

  • Créditos;
  • Palmadinhas das costas;
  • Promessas dos concursos de empreendedorismo;
  • Apoios estatais;
  • Ideias maníacas e de sucesso instantâneo;
  • Pessoas que não sabem o que querem da vida.

 

A investir "forte e feio":

  • Na qualidade e divulgação dos vossos produtos e serviços.
  • A testarem na prática as vossas ideias e medirem os vossos resultados.
  • Trabalhar com os vossos meios;
  • com as vossas parcerias onde todos ganham;
  • procurar as melhores condições para aplicarem com qualidade as vossas ideias.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.