Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sonhos Urbanos

Powered by Cognitive Science

Conto de Páscoa - 1ª parte

por Jorge, em 27.03.05
Ao passear pelas desertas ruas de Lisboa, cruzei-me com a Sra. Idosa. Fingi que não a vi, segui em frente... Foi quando ouvi o seu soluçar. Parei e vi-a a chorar, já não consegui ignorá-la.
Perguntei-lhe o que tinha acontecido, e ela disse "Foi o meu gatinho que ficou preso nesta árvore, será que me pode ajudar? Sei que tenho dito mal de si no meu blog...". Claro que ajudei, nem pensei duas vezes.
Subi o enorme tronco, até chegar à copa. Admirei-me com a minha agilidade, pensava que a tinha deixado abandonada na adolescência. Num dos ramos vi um animalzinho brutalmente amarrado com arame farpado.
Não era gato nenhum, mas sim o coelhinho da Páscoa.
O que é que se estava a passar? Foi então que ouvi a respiração pesada dele, acompanhada por:
-Bem-vindo à minha casa na árvore, diz o pinguim à sua presa!

CONTINUA (ainda hoje)....

Jorge

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.